Sopros, Nair Kremer.

O projeto abarca uma instalação suspensa no ar. A proposta visa aproximar o público a partir de experiências lúdicas, líricas e sensoriais. A experimentação atuará como estímulo capaz de suscitar no espectador interrogações.

Neste trabalho o público torna-se co-autor à medida que exerce sua liberdade para manipular, deslocar e recombinar os elementos, alterando as possíveis leituras, e envolvendo-se na confecção de uma trama… Uma “rede”. Trata-se, portanto, de um grande jogo sobre a memória e  sobre os sentidos das lembranças.

Como marco inicial da interação neste trabalho, haverá no dia 18 de setembro, às 11h, a performance:

“Otros Aires” I  – Caminhos até muitos lugares, com mandalas entre sopros e silêncios da comunicação não meramente verbal. Tecidos serão criados ao encontro de olhares que mudam histórias.

Coordenação da performance: Geórgia Gugliotta

Participe desta trama!

Use os materiais disponíveis…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s